SÃO LUÍS – MPMA recebe certificado Green IT de sustentabilidade

Na manhã desta sexta-feira, 12, o diretor-geral da Procuradoria Geral de Justiça, Emmanuel Guterres Soares, recebeu do diretor comercial da empresa Fonmart, Darci Fontes, representante da Furukawa Electric, o certificado de responsabilidade ambiental Green IT, por conta de um conjunto de medidas sustentáveis na implantação do sistema de cabeamento estruturado dos prédios da Procuradoria-Geral Geral de Justiça e Promotorias de Justiça da Capital.

O Green IT, que também pode ser chamado de Tecnologia Verde, tem como objetivo trazer uma nova mentalidade no descarte de resíduos eletrônicos, uma vez que as sobras dessas tecnologias causam um impacto expressivo na natureza.

Segundo o diretor-comercial da empresa Fonmart, Darci Fontes, foram reciclados 1217 quilos de materiais, o que evitou que 609 quilos de metais pesados fossem lançados no meio ambiente. “Esse é um processo responsável, de responsabilidade social e ambiental, do qual nós temos a satisfação de ser interlocutores”, enfatizou.

Para o diretor-geral da Procuradoria-Geral de Justiça, Emmanuel Guterres Soares, o certificado Green IT é muito significativo, pois alia alta tecnologia e a responsabilidade ambiental. “A questão ambiental é uma das exigências que nós estamos colocando nas nossas licitações. As empresas devem demonstrar essa preocupação para participar dos certames”, concluiu.

Iniciativas que preservam o meio ambiente estão no eixo da política institucional do Ministério Público do Maranhão. O projeto Integrar, desde 2016, implementa atividades que incentivam a cultura de desenvolvimento sustentável. Entre elas, o Desafio Sustentável, que premia as unidades com maior redução no consumo de água e luz; o Café Sustentável, que promove a reutilização e compostagem da borra de café nas áreas verdes do Procuradoria Geral de Justiça; e a instalação de painéis fotovoltaicos no prédio nas unidades da instituição.

O MPMA também realizou, em 2017, a Adesão à Agenda Ambiental na Administração Pública “A3P”, um programa do Ministério de Meio Ambiente que estabelece diretrizes e metas de compromisso com o tema.

Participaram, ainda, da reunião, o assessor-chefe da Assessoria Jurídica e coordenador do Café Sustentável, Lucas Dualibe, e o coordenador de Modernização e Tecnologia da Informação do MPMA, Alan Robert Ribeiro.

Com informações da ASCOM/MPMA

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*